Divulgação OVNI continua no mainstream enquanto a CIA libera milhares de documentos

(Crédito da foto:  Um objeto voador não identificado é retratado em 1953 sobre Bulawayo, no que hoje é o Zimbábue. Barney Wayne). 

O presidente Trump assinou recentemente um projeto de lei que exige que várias organizações afiliadas ao governo, como a Agência Central de Inteligência (CIA), divulguem todas as informações e dados relativos aos Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs) que estão ocultando do público.

Em conformidade, a CIA divulgou milhares de outros documentos, além dos milhões que eles lançaram na última década. Isso de forma alguma significa que a agência divulgou “tudo o que sabem” com relação aos OVNIs, nunca obteremos mais do que a ponta do iceberg, oficialmente, quando se trata do conhecimento e das informações que agências de inteligência em todo o mundo reuniram sobre o fenômeno. Essas informações provavelmente incluem o que são, como são controlados, de onde vêm e muito mais.

No entanto, existem alguns documentos muito interessantes que indicam claramente que esses objetos são reais, que foram rastreados no radar, fotografados e filmados realizando manobras que nenhuma máquina feita pelo homem consegue. Eles são constantemente observados desafiando nossas leis conhecidas da aerodinâmica.

Os OVNIs e a hipótese extraterrestre não são mais tabu, mas o que parece ser uma preocupação para muitos é o fato de que as organizações da mídia tradicional e os governos estão em um processo coordenado de divulgar a realidade desses objetos após décadas negando, mantendo sigilo e ridicularizando, colocaram o assunto na caixa da “teoria da conspiração”.

Portanto, a questão é: por que de repente legitimar o tópico? Existem tantos exemplos de mídia tradicional e os “poderes constituídos”, pegando eventos legítimos e distorcendo a percepção das massas sobre eles. Veremos a mesma coisa com o fenômeno OVNI? Haverá uma narrativa de ameaça desnecessária? Devemos confiar em nós mesmos, em nossa própria pesquisa, informações e experiências para explorar este tema ou devemos simplesmente ouvir o que nos dizem os governos? Podemos contar com os governos e a grande mídia para uma cobertura precisa e honesta deste tópico?

O fenômeno abrange uma ampla gama de tópicos e não deixa nenhum aspecto da humanidade intocado. Existem milhares, senão milhões de exemplos, casos e “contatados”. Não podemos generalizar o comportamento desses objetos e a inteligência por trás deles com base em alguns casos que se tornarão populares dentro do mainstream.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *