Twitter baniu permanentemente a conta de Donald Trump da plataforma

A plataforma de mídia social justificou sua decisão dizendo ‘suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de mais incitamento à violência’.

O Twitter baniu permanentemente a conta do presidente Donald Trump na noite de sexta-feira, após ações semelhantes do Facebook e Instagram. O Twitter suspendeu temporariamente Trump na quarta-feira, enquanto insinuava uma futura remoção.

“Após uma análise detalhada dos tweets recentes da conta @realDonaldTrump e do contexto em torno deles – especificamente como estão sendo recebidos e interpretados dentro e fora do Twitter – suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de mais incitamento à violência”, de acordo com uma declaração da Big Tech.

Sidney Powell, Lin Wood e o general Michael Flynn também foram expurgados da plataforma.

Trump tuitou na sexta-feira: “Os 75 milhões de grandes patriotas americanos que votaram em mim, AMERICA FIRST e MAKE AMERICA GREAT AGAIN, terão uma VOZ GIGANTE por muito tempo no futuro. Eles não serão desrespeitados ou tratados injustamente de nenhuma forma!!!”

Ele também postou um tweet anunciando que não compareceria à posse marcada para Biden.

O Twitter afirmou que “esses dois Tweets devem ser lidos no contexto de eventos mais amplos no país e nas formas como as declarações do Presidente podem ser mobilizadas por diferentes públicos, inclusive para incitar a violência, bem como no contexto do padrão de comportamento desta conta nas últimas semanas.”

A empresa então alegou que os tweets de Trump quebraram a Política Contra Glorificação da Violência, que restringe postagens que “glorificação, elogio, tolerância ou comemoração de atos, ataques e eventos violentos contra grupos protegidos”

O Twitter deixou na plataforma inúmeras contas e postagens defendendo diretamente o assassinato do presidente e seus apoiadores.  

O ditador militante iraniano aiatolá Khamenei, que nega o Holocausto e chama Israel de “crescimento canceroso” a ser “desenraizado e destruído”, também permanece na plataforma com quase 1 milhão de seguidores. Ele havia sugerido fortemente planos violentos contra Trump e outros americanos no início deste mês, incluindo um tweet que já foi retirado do ar.

O Twitter e o Facebook escolheram agressivamente o presidente Trump para censurar no passado e bloquearam a cobertura desfavorável de notícias legítimas sobre seus oponentes.

Relacionados

One thought on “Twitter baniu permanentemente a conta de Donald Trump da plataforma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *