Gobekli Tepe: os mistérios do templo mais antigo do mundo

Localizado na Turquia, ele foi erguido milênios antes das pirâmides do Egito.

Localizado na província de Sanliurfa, no sudoeste da Turquia, esse sítio arqueológico data do período neolítico, o último da Idade da Pedra — quando, acreditava-se, o homem ainda não dominava métodos mais sofisticados de construção, esse santuário, entretanto, contraria essa ideia.

Construído há 11,5 mil anos, milênios antes das pirâmides do Egito e bem mais velho que Stonehenge, arqueólogos acreditam que ainda tem muito a ser escavado e descoberto sobre esse lugar.

Formado por grandes blocos de pedras (monumentos megalíticos) organizados em círculos e pontuados por grandes pilares de cerca de 5,5 metros de altura adornados com esculturas de animais selvagens. Cerca de 20 grandes salas ovais e circulares foram encontradas com diâmetros de cerca de 30 metros.

O lugar ao que tudo indica não servia como habitação, era uma espécie de templo onde as pessoas se reuniam provavelmente para adoração, festa e vínculo social. Gobekli Tepe parece ter sido o centro de uma grande comunidade, o que intriga os arqueólogos, pois Gobekli Tepe foi criado no período Neolítico.

Caçadores-coletores nômades teriam sido capazes de criar grandes obras de arquitetura?

Uma das teorias é que o período Neolítico e a introdução da agricultura levou a uma sociedade mais hierárquica, onde alguns líderes controlavam o excedente agrícola, e que esse controle daria a oportunidade de aproveitar as forças de trabalho necessárias para construir este tipo de grandes monumentos.

Complexidade incomum

Os cientistas Gil Haklay, da Autoridade de Antiguidades de Israel, e o professor Avi Gopher, do Departamento de Arqueologia e Civilizações Antigas do Oriente da Universidade de Tel Aviv, encontraram recentemente evidências de que a construção foi planejada como uma só estrutura.

Com a ajuda de um algoritmo que investigou os padrões do desenho arquitetônico, eles verificaram que as construções que compõem o santuário estão dispostas de maneira que formam um triângulo equilátero quase perfeito — o que pode indicar que havia um padrão geométrico intencional por trás do projeto.

Padrão geométrico encontrado por pesquisadores no complexo indica que suas construções formam um triângulo equilátero
Padrão geométrico encontrado por pesquisadores no complexo indica que suas construções formam um triângulo equilátero Foto: Gil Haklay / BBC News Brasil

“Göbekli Tepe é uma maravilha arqueológica (…) sua complexidade arquitetônica é bastante incomum (para a época)”, afirma, em um comunicado, o professor Gopher.

O trabalho da dupla foi publicado no periódico de arqueologia Cambridge Archaeological Journal.

“A pesquisa abre portas para novas interpretações sobre esse sítio arqueológico”, afirma Gopher.

Pilares encontrados no santuário medem até 5,5 metros de altura
Pilares encontrados no santuário medem até 5,5 metros de altura Foto: Getty Images / BBC News Brasil

Até então acreditava-se que as sociedades do neolítico não dominavam o uso da geometria e de outras técnicas para o planejamento do uso do espaço.

Essas habilidades teriam surgido muito tempo depois, mais especificamente quando os caçadores-coletores se transformaram em agricultores-produtores, cerca de 10,5 mil anos atrás.

Muitos dos pilares estão adornados com imagens de animais selvagens
Muitos dos pilares estão adornados com imagens de animais selvagensFoto: Getty Images / BBC News Brasil
Göbekli Tepe foi construído antes da pirâmides do Egito
Göbekli Tepe foi construído antes da pirâmides do EgitoFoto: Getty Images / BBC News Brasil

Aparentemente, há evidências de um declínio social, pois as estruturas anteriores eram “mais sofisticada” do que os posteriores, incluindo também o fato de que as pessoas com o tempo deixaram de usar o local. 

Robert Jastrow, astrônomo americano e físico planetário, comentou: É um fato científico que a água congela a 32° F. Não é um fato científico de que a vida biológica foi “gerada espontaneamente” alguns bilhões de anos atrás. Isso é especulação evolutiva.

“Talvez o surgimento da vida na Terra seja um milagre. Os cientistas estão relutantes em aceitar esse ponto de vista, mas suas opções são limitadas; ou a vida foi criada na Terra por vontade de um ser fora do alcance da compreensão científica, ou ela evoluiu em nosso planeta de forma espontânea, através de reações químicas que ocorrem na matéria inanimada existente sobre a superfície do planeta.” Disse Jastrow.

Quase toda descoberta que não conseguimos explicar sobre o passado da humanidade é abandonada sob o rótulo de “fins religiosos”. O que vemos em Gobekli Tepe é algo muito avançado para ter sido criado por simples caçadores-coletores em uma época tão remota. Talvez, em um passado distante, mas muito distante mesmo, o planeta em que vivemos tenha sido habitado por uma sociedade muito avançada de modo que não podemos sequer imaginar.

Teria a humanidade na antiguidade vivido uma época áurea? A qual ainda não conhecemos e que de alguma forma essa sociedade tenha sido quase que totalmente extinta? Tendo a humanidade sido forçada a recomeçar do zero, assim como crianças?

Gobekli Tepe talvez seja resquícios de uma avançada civilização. Temos muito a descobrir e aprender sobre esse lugar, assim como muitas coisas deveriam mudar em nossos livros de história.

Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *